Submission Deadline: 
20 May, 2022 - 17:00
Description: 

No quadro da operacionalização da sua Política Agrícola Regional, a ECOWAP adotada em 2005, a Comissão da CEDEAO iniciou a implementação de dois importantes programas com o objetivo de valorizar a contribuição dos jovens nos sistemas alimentares mais eficientes :

  • A ofensiva regional para a promoção das cadeias de valor do leite local na África Ocidental, lançada pela CEDEAO em 2016, constitui oportunidade de ações estruturadas visando melhorar a situação atual e proteger o mercado local do leite. Esta estratégia tem como visão «Uma África Ocidental que emerge a partir das zonas com vocação para produção do leite do continente africano e aumenta progressivamente a sua contribuição nas trocas comerciais regionais de produtos lácteos de origem comunitária».
  • A estratégia regional de apoio à empregabilidade dos jovens no sector agrosilvo-pastoril e haliêutico.  Esta estratégia tem como objetivo geral «facilitar a manutenção e a integração socioprofissional dos jovens (homens e mulheres) no sector agrosilvo-pastoril e haliêutico e nas cadeias de valor agroalimentares», a fim de : (i) reduzir o subemprego e o desemprego da população ativa e, (ii) minimizar o êxodo rural e as migrações descontroladas».

A terceira fase do Programa Regional de Apoio às Organizações de Agricultores (PRAOP 3) inscreve-se na implementação combinada dos dois programas de investimento prioritários elaborados para operacionalizar as estratégias regionais acima descritas. Ela visa contribuir para o aumento substancial dos investimentos nas cadeias de valor do leite local a fim de criar mais oportunidades de emprego para jovens desempregados ou que estão no subemprego, numa perspetiva de desacelerar o êxodo rural e a emigração descontrolada na África Ocidental.

O objetivo geral é contribuir para a redução do êxodo rural e da emigração descontrolada dos jovens através da sua integração profissional no sector agro-silvo-pastoril e haliêutico e nas cadeias de valor agroalimentares na África Ocidental e no Chade.

O objetivo específico visa melhorar o acesso dos jovens (homens e mulheres) a empregos decentes e remunerados nas cadeias de valor do leite local nas zonas selecionadas, através de iniciativas conduzidas pela CEDEAO, os Estados membros, as organizações socioprofissionais agrícolas e o sector privado.

Para assegurar a correta implementação das atividades, a ARAA pretende recrutar recruta estagiários profissionais em apoio à unidade de coordenação.

O objectivo do curso é contribuir para a inserção dos estagiários no mundo profissional das instituições de desenvolvimento, introduzindo-os nos conceitos de desenvolvimento rural

 Para alcançar este objectivo, os estagiários serão envolvidos na implementação de actividades relacionadas com a segurança alimentar e as alterações climáticas.

 

DESCRIÇÃO DAS TAREFAS

Sob a responsabilidade do Chefe da Divisão de Operações Técnicas da ARAA,os estagiários deverão realizar as seguintes tarefas :

  • Apoiar a recolha e capitalização de informação sobre segurança alimentar e nutricional,
  • Acompanhamento do tratamento dosficheiros  dos programas sob a supervisão da divisão operacional,
  • Contribuir para a produção de notas de briefing, fornecendo os dados necessários,
  • Contribuir para a elaboração dos relatórios das reuniões de coordenação dos projectos,
  • Criação de bases de dados sobre potenciais parceiros (ONG, nacionais, federações de ONG, organizações guarda-chuva, etc.),
  • Contribuir para a análise de documentos de projectos submetidos a vários programas (análise, recolha de informações, redacção de actas, etc.)
  • Apoiar o acompanhamento das acções no terreno,
  • Participar na gestão do conhecimento em todos os programas;
  • Participar ao lado da ARAA no acompanhamento diário dos projectos de campo em implementação;
  • Contribuir para a elaboração de relatórios técnicos sobre a execução das diversas actividades do projecto;
  • Realizar qualquer outra actividade solicitada pela CEDEAO

           

CONDIÇÕES GERAIS DO CURSO

 Os estagiários ficarão sujeitos às seguintes condições:

  • Situação: Durante o estágio, os estagiários serão referidos como estagiários no ARAA.  Não serão assimilados ao pessoal da ARAAe não estarão sujeitos a qualquer ligação regida pelo código e regulamentos laborais em vigor a nível da ARAA e da CEDEAO. Os termos do estágio serão registados numa carta de compromisso devidamente assinada pelo estagiário
  • Duração do estágio: A duração do estágio é de seis (6) meses de calendário a partir da data de notificação ao estagiário, renovável uma vez.
  • Localização do estágio: Espera-se que um estagiário esteja baseado em Lomé na Agência Regional de Alimentação e Agricultura (ARAA) e outro em Abuja na Direcção de Agricultura e Desenvolvimento Rural da CEDEAO.
  • Certificação: Está prevista uma avaliação final no final do curso. Sob reserva de uma avaliação satisfatória no contexto da sua conclusão, a ARAA emitirá um Certificado de Curso.

 

PERFIL DO ESTAGIÁRIO

Todos os candidatos que preencham os seguintes requisitos podem candidatar-se: :

  • possuir pelo menos um mestrado ou um diploma de engenharia em agronomia, agro-economia, saúde animal, protecção das plantas, segurança alimentar, estatística, ou qualquer outra disciplina relacionada
  • Também têm qualificações gerais em política e programa de desenvolvimento, pelo menos a nível local, gestão ambiental e de recursos naturais, agro-indústria e cadeias de valor, agricultura sustentável, gestão de projectos, recolha de informação agrícola
  • ter pelo menos 2 anos de experiência de campo em gestão de projectos a nível nacional, agronegócio, empreendedorismo agrícola
  • Experiência com ONG locais ou organizações de agricultores
  • Ter um comando perfeito de ferramentas informáticas (Word, Excel, Power point)
  • Fluente numa das línguas da CEDEAO (francês, inglês ou português).

 

RESULTADOS ESPERADOS DOS BENEFICIÁRIOS

  • Base de dados sobre ONGs locais e Federação de Organizações de Produtores estabelecida
  • Produção de dados/informações necessárias para a elaboração de documentos técnicos sobre segurança alimentar
  • Documentos do programa processados pela Divisão de Operações Técnicas bem monitorizados e um livro de registo de monitorização disponível
  • Elaboração de fichas de capitalização para projectos de campo;
  • Documentos de análise dos resultados dos projectos
  • Outros produtos a serem definidos de acordo com os pedidos da CEDEAO.

 

CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO E EMPREGO

  • Desfrutar dos seus direitos civis e ser de bom carácter;
  • Ser nacional de um dos Estados membros da CEDEAO;
  • O local de emprego é Lomé (Togo), com possíveis viagens a outros Estados Membros da CEDEAO.

 

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

Os candidatos devem apresentar um processo de candidatura completo, constituído pelos seguintes documentos

  • Uma carta de motivação ;
  • Um Curriculum Vitae detalhado;
  • Uma cópia do diploma.

 

Receção das candidaturas

As candidaturas devem dar entrada o mais tardar, no dia  20 de maio 2022, 17H 00 GMT, em mãos ou através do correio eletrónico para os seguintes endereços :

Agence Régionale pour l’Agriculture et l’Alimentation (ARAA),

83, Rue de Pâture, Lomé, Togo (em envelope fechado contendo a menção : « Candidatura de estagiários profissionais do Programa Regional de Apoio às Organizações de Agricultores (PRAOP fase 3) »

Email : recrutements.FSRP2022@araa.org

 

No assunto: « Candidatura de estagiários profissionais do Programa Regional de Apoio às Organizações de Agricultores (PRAOP fase 3) »

 

Método de seleção

 

Os Consultores serão selecionados de acordo com o método de seleção baseado na qualificação, tal como definido definido no Código de Compras Públicas da CEDEAO. Uma sessão de entrevista poderá ser realizada a partir de uma lista restrita de candidatos pré-selecionados.

Só serão contactados os candidatos pré-selecionados. A RAAA reserva-se o direito de não prosseguir com o presente convite para apresentação de candidaturas.